quarta-feira, Abril 11, 2012

A Primavera





...Escorre-me pela ponta dos dedos
Flores que lembram o odor
A música quando a tua boca 
Se deixa descansar na minha
Num beijo quente
Despido...
Melodioso...







domingo, Agosto 21, 2011

As palavras




São cerejas que crescem na boca...
Fruto amadurecido
Que dança constantemente
Ao nosso ritmo
Saboreando o mar que desagua no leito.





sábado, Fevereiro 26, 2011

Suavemente...




...Sento-me nesta música
O pensamento regressa ao ontem
Ao momento em que a ouvi
...Até que entraste dentro de mim
Oiço o teu prazer
Oiço o teu cheiro...
Não sei se a música já acabou...





terça-feira, Novembro 09, 2010

Lembro de mim...






Tão menina...
Sentada à beira-mar

No colo desenhava sonhos de areia...

Cresci!
E agora desenho gestos

De querer-te mar sem fim...








quarta-feira, Fevereiro 24, 2010

Ali mesmo...






...No joelho do tempo
Desce o beijo feito rio
E deixa-se desauguar no estuário
Junto à boca adormecida
Pela pele da madrugada...
(Era noite de Lua cheia)








sábado, Agosto 22, 2009

A noite continua...









...A ser uma tela por acabar...
Um pincel silencioso olha-a
No azul sereno de mais uma madrugada...
Imensa...
...Solta no prazer que voa...



segunda-feira, Maio 25, 2009

Se a noite...





...Fosse um mar calmo...
A lua seria uma bela rosa (desfolhada)
E na minha pele adormecida
Ela iria deixar os espinhos.
Porque as pétalas murcharam na espera...


quinta-feira, Fevereiro 19, 2009

Eu olhava...









...O mar fazer-se estrada
Inquietação da noite, véu de lua...
Ondas suspensas num corpo de mulher
Que ao luar rouba fios prateados
Lá longe, tão longe
À beira-mar do teu quarto...








segunda-feira, Janeiro 26, 2009

Lá fora a noite...









...Olho-a, neste silêncio sem cor
A esconder-me o luar
Porque me trazes o frio que teima
Em não me esquecer?!
Deixa ao menos que te aqueça!

segunda-feira, Janeiro 12, 2009

Hoje apetece-me...









...Fazer-me à lua...
Navegar por marés e estrelas
Até chegar à pátria do teu
Porto de abrigo...
E aí desenhar-te...
...Um arco-íris no olhar!







segunda-feira, Dezembro 15, 2008

A rotina...









...Lenta de um sonho sempre igual
Tolhe-me os movimentos
Suavemente, afasto-me dele...
Apago o cansaço...
Dos sonhos...
Mas, volta-me a incapacidade
De te apagar em mim!








segunda-feira, Novembro 24, 2008

Esta é a hora...











...Em que as gaivotas poisam no tempo!
A hora em que a transparência me ilude...
E eu fico-me por dentro do teu abraço
Ali mesmo na hora das flores...
...Salgadas de mar!










sexta-feira, Novembro 07, 2008

A pele...








...Chorava tristezas...
Os olhos transpiravam saudades
As mãos?! Essas sonhavam palavras
Saídas da boca que empunhava
Uma espada de metáforas...
...Feitas poema?!







quarta-feira, Novembro 05, 2008

Quando o tempo...











...É o perfume de tudo e tanto...
É imenso em ti
Teu é o tempo que dança vagaroso
E se espalha em mim
Até que adormeço...Algures.




segunda-feira, Outubro 27, 2008

Tu chegaste...









...Devagar e passo a passo
Foste ficando...
Até que um dia...
Os teus olhos eram os meus
Os meus braços o teu abraço...
Agora não sei onde acabo e tu começas!








sexta-feira, Outubro 17, 2008

Quando...






...O sonho pára aquém da pele
E se prende ao cheiro de partir...
Quebra-se em mil pedacinhos
Lentamente, perde as cores que o faziam brilhar
E fica quieto a olhar o tempo!







terça-feira, Setembro 16, 2008

Às vezes na noite...







...O teu olhar toca-me...
E a tristeza foge
Mas a escuridão da saudade
Deixa-me de corpo rasgado
De pensamentos perdidos e pele magoada...
Às vezes tropeço em mim!

quinta-feira, Setembro 11, 2008

A ilusão...








...De uma estrela (de)cadente...
Embriagou-me os sonhos!
Agora caminho em zigue-zagues
De pensamentos ébrios
...E envolta em palavras magras
De silêncios imensos...





quarta-feira, Agosto 20, 2008

Metade de mim...






...É este rio feito mar...
Que te sente aqui tão perto
E se comove...
...A outra metade, é a sede
De navegar, de beber cada minuto
Do teu olhar na minha pele...








terça-feira, Junho 24, 2008

O meu beijo...










...Junta-se à tua boca, devagar...
Aprisionado numa bola de sabão...
No caminho a errância do destino
(A tua boca?!?)...Ou simplesmente
O meu tempo preenchido sem ti
Medindo os dias que cabem na espera...